Projeto ECLIPSE

O projeto ECLIPSE (Emerging Crop-LIvestock Production System adapted to a changing Environment) tem como objetivo desenvolver atividades de investigação integrada a diferentes níveis, a fim de propor soluções diretamente transferíveis para os sistemas de produção de ruminantes dos países parceiros.

Como tal, o projeto consiste: (i) em melhorar e difundir ferramentas de caracterização dos recursos disponíveis para a produção de ruminantes, (ii) em integrá-las em estratégias de adaptação mais globais à escala da exploração agrícola ou do território, (iii) em fazer emergir novas estratégias de adaptação que estejam pouco relacionadas ou não relacionadas com as estratégias de alimentação, e (iv) em avaliar a sua pertinência para responder às expectativas dos diferentes intervenientes (produtores, decisores, e empresas) de acordo com os indicadores multi-critério (sociais, económicos e ambientais).

ECLIPSE - 2015 A 2019

OBJETIVOS DO PROJETO

  • Definir estratégias regionais de adaptação dos sistemas de produção de ruminantes às mudanças ambientais e socioeconómicas através do fornecimento e utilização de ferramentas de gestão inovadoras e da realização de ensaios e atividades de investigação para identificar os maneios dos rebanhos e os itinerários técnicos agrícolas mais eficientes.
  • Reforçar o intercâmbio de competências e de informações no seio da rede de parceria desenvolvida na zona do Oceano Índico (rede ARChE_Net).

 

CONTEÚDO DO PROJETO

AÇÃO 0: GOVERNANÇA DO PROJETO ECLIPSE
 

Governança do projeto com a elaboração de um contrato de parceria, a organização de comités de direção anuais e de missões de apoio e especialidade entre os parceiros, a gestão administrativa e financeira do projeto, a gestão da comunicação com os parceiros do projeto e o exterior.

 AÇÃO 1: CARACTERIZAÇÃO AGRONÓMICA E AMBIENTAL DOS RECURSOS

 

 

Desenvolvimento de ferramentas que permitem avaliar a quantidade e a qualidade dos recursos disponíveis para a produção de ruminantes. Estes dispositivos permitem realizar avaliações a vários níveis, desde a parcela (medidor de altura de erva) ao território (Teledeteção). São enfatizadas principalmente as ferramentas portáteis, e em especial, a espectrometria do infravermelho (próximo e médio) para medir a qualidade da biomassa (valor nutritivo das forragens frescas ou conservadas, valor fertilizante das matérias orgânicas, nível de fertilidade dos solos).

AÇÃO 2: TÉCNIICAS DE CONSERVAÇÃO DE BIOMASSA E DE NUTRIENTES
 

Testar diferentes práticas de conservação de forragens (silagem e feno) e valorizar as matérias orgânicas (animais e vegetais) para a fertilização das pastagens e das culturas, afim de conservar os nutrientes e limitar os impactos ambientais (emissão de GEE e de metano).

AÇÃO 3: ESTRATÉGIAS DE ADAPTAÇÃO VIA ALIMENTAÇÃO
 

Valorizar a diversidade de recursos forrageiros existentes (forragens cultivadas, resíduos de cultura, resíduos agroindustriais, recursos muti-funcionais) para alimentação animal.

AÇÃO 4: CARACTERIZAÇÃO DAS CAPACIDADES DE ADAPTAÇÃO DOS RUMINANTES AOS DESAFIOS AMBIENTAIS
 

Quantificar o impacto dos problemas climáticos e nutricionais nas performances zootécnicas dos rebanhos, e formular estratégias de adaptação dos sistemas de produção pecuária para o futuro.

 

AÇÃO 5: AVALIAÇÃO MULTICRITÉRIO DAS ESTRATÉGIAS DE ADAPTAÇÃO A DIFERENTES NIVEIS
 

Desenvolver métodos, ferramentas e modelos que permitem avaliar os impactos económicos e ambientais das modificações passadas, em curso ou futuras, na gestão das explorações ou no modo de organização das fileiras.

AÇÃO 6: FORMAÇÃO E E-LEARNING
 

Esta atividade reúne as diferentes ações de formação (módulos e suportes pedagógicos, workshops de formação teórica e prática) destinadas aos técnicos, profissionais, engenheiros e investigadores de todos os países e instituições parceiros.

AÇÃO 7: VALORIZAÇÃO E COMUNICAÇÃO

 

 

Reunir as diferentes ações de vulgarização/difusão de ferramentas, métodos e resultados obtidos pelo projeto ECLIPSE e as ações de comunicação junto dos parceiros, profissionais da pecuária e público em geral (relatórios, fóruns, conferências, site e plataforma internet).

 


Projetos 

Back to top